domingo, 29 de dezembro de 2013

Maria crente

Então? Comé? 
Quem me responde a esta?
 Culpo o Natal ou culpo o detergente??



Maria..." la tua cantante"


Choro como mijo, mau...não queria dizer bem isto.

Choro mesmo sem querer ( já não mijo assim, garanto-vos), mas choro sem me controlar. ( não é por acaso que ando sempre com base na mala, pois alem de nariz de batata, fico às manchas). 

(Fuck!... se o ao menos o chorar fosse bonito.)

Assim sendo sou uma incontinente lacrimal. Assumo-me.

E não há nada pior que uma boa musica, daquelas que têm o dom de fazer transportar-nos num elevador tridimensional e que nos leva a reviver momentos tão preciosos e longínquos da nossa vida.

( esta é uma delas)


sábado, 28 de dezembro de 2013

Saturday naite Maria

Ando a ficar um bocado obcecada pela serie Prisões americanas. Deitadita na camita quentita a ver a prisãozita... um cadito sádicuzinho!!!??...


   

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Retrato de Maria

Passado o Natal e as festividades a atirar para o calor da família, segue-se o tão festivo fim de ano. Desejado por muita gente o fim do ano simboliza passagem. Apanhando a boleia vem o espírito da esperança e da renovação. Hora de avaliar projectos, cimentar outros ou aniquilar mais outros. É o inicio de mais uma maratona de 365 dias. 

Assim juntam-se amigos, espumante, boa comida e musica para acolher o ano que chega.

Eu?...

Não sou tão receptiva à mudança, detesto alinhavar projectos só porque o ano está a iniciar, tecer etapas por obrigação, concluir o que ainda não me apetece largar. 
Também abro os braços à esperança mas não o faço de olhos fechados, não gosto de me desequilibrar.

Festejo porque também quero dar as boas vindas ao bebé que acaba de nascer mas...
Não consigo festejar por inteiro quanto estou a enterrar um amigo que viveu comigo 365 dias ( o ano que passou). 

Sou uma saudosista assumida. Confio mais no passado que no futuro, (o amanhã é relativo). As recordações que me fazem sorrir ao passado pertencem. O futuro poderá trazer-me mais, ou talvez não.

Agora que penso... choro sempre na passagem de ano, desde criança que o faço, devo concluir que choro pelo meu amigo que se foi. 






Natal de Maria


Aqui vos deixo um mosaico do meu Natal
(como se quer... foi acolhedor e quentinho)
kiss...kiss



terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Mary Christmas

SEM GRANDES MENSAGENS PELO MEIO, APENAS QUERO DESEJAR-LHES COM MUITO CARINHO, OS VOTOS DE UM FELIZ E SANTO NATAL.

(MANTENHAM-SE QUENTINHOS POR DENTRO E POR FORA)


segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Maria deslinguada!!!

Como é que é possível eu ficar encarregue de fazer os doces para a festa de Natal da família, e estar desprovida a 100% de cheiro e paladar. Rás parta esta gripe ou alergia que já me está a deixar "azeda"!

- Quem quer? Quem quer?? Uma dose de filhoses salgadinhas?

Estou aborrecida! Ahhh pois estou! Porque além de me sentir "doceira inválida", não vou degustar de nada que me vai ser servido.

Olha, sirvam-me um prato de tapioca!

c'um caraças!!!!


sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Mais uma foto novela de Maria



Adoro Orgulho e Preconceito, vcs não?


















E claro, para acabar em festa carreguem aqui...





Apetecia à Maria

Apetecia-me fazer, mas não fiz... 


Maria desencontrou-se com o Natal.





A época do ano que mais adoro está a passar a todo o gás e eu não estou a 100% para apanhar o comboio, quero fazer surpresas, quero vestir-me de vermelho, quero cantarolar o Last Christmas dos Wham, preparar as árvores de toda a família, espalhar luzinhas e bandeiras pela casa. Colocar todas as velas e ambientadores com cheiro a maçã e pau de canela espalhados pela casa. Fazer bolos carregados de canela, mandar sms's fatelos. 

Não!

Sinto-me doente, frágil, emperiodada até aos pés, tenho dores de cabeça que descem até aos maxilares até me custa falar. Não tenho cheiro, nem paladar talvez derivado a constipação que já me parece alergia. 
Felizmente a dia 19 tenho as prendas compradas mas nem sequer as embrulhei. Sim, a minha árvore está vazia! Algo tão inédito em mim. Não sei como vou combater isto mas sinto que para proporcionar um Natal agradável aos meus próximos tenho de fazer um esforço adicional, quando nada disto era esforço para mim.

Tenho de combater este negrume que paira sobre mim.

bahh.... chôooooo daqui pra fora!!!!




segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Maria curtindo uma trip de naftalina


Lantejoulas, sedas, peles falsas, rendas, dourados e transparências, saltos altos, cheiro de mil perfumes, mises carregadas de laca, maquiagens exageradas adornadas de sorrisos nervosos e vontade de bem parecer.

Eu entro e penso: - "Cá estamos, no jantar de Natal da firma"

A sala cheia de gente, muito calor e pouca respiração, todos se miram e criticam secretamente com o sorriso tatuado na cara mas elogiam-se para bem parecer. 

Em destaque no cimo da sala sentam-se as chefias mais as altas entidades, e grossas individualidades, e a força de trabalho à parte numa mesa enorme disposta em "U".

Aos poucos o murmúrio foi perdendo a vergonha e as gargalhadas exageradas e o barulho tomou conta da sala.

Não sei, não sei o que aconteceu mas de repente o ambiente controlado deu origem a um autentico Harlem Shake

Colegas a beber penaltis de vinho tinto e a darem beijos na boca, o Padre ser convidado para dar um pé de dança, e a musica soava a qualquer coisa pimba " eu quero é chupar...". 
A troca de prendas caótica, que mais parecia uma feira, lembro-me de pensar que só faltava à "Berta Maravilhas", (outra personagem que um dia hei-de descrever), um daqueles microfones agarrados ao pescoço, e ela a dizer o numero da prenda à Darth Vader. 




Ri-me, como não? Comi e bebi a melhor sangria do mundo, mas penso que não me divertia tanto se não estivesse ao lado da minha BFF. 

Hoje ouvi algo que me assustou, alguém disse " pró ano há mais!".





sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Maria apaixonada por 4

Pois é, a minha querida amiga Miss F * do blog giríssimo e sempre alto astral http://euvourespirarfundo.blogspot.pt/, tem colocado umas fotos de uns super-hiper-mega-borrachos, quase tirar a respiração a esta pobre Maria. 

Aproveitando a mesma onda, apeteceu-me colocar também uns borrachos:
Mas eu, digo-vos como são e onde os podem encontrar.




O Quim Manias costumas beber umas bejecas na taberna do 13. Canta o fado do malandro se lhe derem uma gorjeta. Cuidado, é um pinga amor.

- O Chico Pitosga costuma ir diariamente à biblioteca da vila para trocar livros. Normalmente gosta de ficção cientifica e biologia. Adora copinhos de leite. É tímido.

- Carlos Rabo Assado, faz-de-tudo de profissão está sempre pronto para mais um biscate, adora sopa de feijão, daí o seu apelido. Trabalha na Câmara Municipal da vila.

- Manél Big Boots, é vaqueiro e adora cavalgar em pelota na pradaria. Toca gaita de beiços e mastiga azedas. Gosta de namorar à antiga, frequentador assíduo do "baile dos caixotes". Normalmente está encostado ao balcão a beber metido na sua vida. 

(podem agradecer)


quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Maria e o constante plano furado


É sempre a mesma coisa, eu idealizo, imagino, faço promessas a mim mesma mas ...

há sempre qualquer coisa que fura o meu plano.

(6 kilinhos e eu ficava tão feliz)



Maria chorona

Com a idade a avançar sinto que estou cada vez mais susceptível, tudo me afecta tudo me surpreende, ou pela negativa ou pela positiva, fico ofendida, magoada, choro com quem chora e se vejo alguém feliz também me emociono.

Vejam ao ponto que cheguei,  hoje de manha, acordei as 6 da matina mas como posso ficar na cama às 8.00h  liguei a televisão.

Ora bem...

Chorei no programa de vestidos de noivas, "Yes to the Dress",  chorei no programa da Long island Medium, chorei ao ver um especial da historia do Kevin e Dani Jonas na cena de casamento. 

Às 8.00h toca o despertador e eu vou levantar-me com a maior cara de batata e olhos inchados, parece que o meu mais que tudo me deu uma carga de porrada durante a noite!



(Acho que vou optar por documentários insectos e espaço.)


quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Maria e os trapos


Quando vou sair acontece-me sempre isto...
Por mais trapos que tenha, a sensação é sempre a mesma!




Maria questiona-se.... será que levo alguma prendinha no Natal???


Maria Callas...te.


Ontem meti um dia de férias no trabalho
fui fazer algumas compras de Natal.
Parece que o meu chefe sentiu muitas saudades 
e fartou-se de perguntar por mim.
 Juro!
Juro que hoje apetecia-me responder assim ao meu chefe...




Acham que ele ía entender que nããããããã 
me apeteci-a ouvi-lo???
(chorei a rir a ver isto!)


terça-feira, 10 de dezembro de 2013

"Mariah" in almost christmas shopping


Tudei ai went to trai tu shopi, bute maii wallet is with alots ofe carradeichen de correnteichen de ar (aichen).

So...

i caime baque to mai house with almoust nothing in the bague.

( assim o embaraço não é muito, nem toda a gente entende "estrangeiro")


segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Maria vai à festa


Chegou a altura dos jantares de Natal. Chegou a hora de sacudir as lantejoulas e colocar ao ar os casacos de vison do chinês, chegou a hora de comprar prendas pá troca até 4 euros. 

Confesso que não tenho vontade de ir ao jantar da minha firma, numa altura em que muita gente precisa e passa dificuldade, preferia (sinceramente), que juntassem o dinheiro e dessem aos funcionários um bom cabaz de Natal. Invés disso, convida-se meio mundo, além dos funcionários, também altas individualidades e grossas entidades para ir jantar no melhor e mais caro restaurante da vila. Uma autentica feira de vaidades.

Na altura do ano em que o melhor deveria vir à tona, é quando me cruzo com mais hipócritas por metro quadrado. ( e tenho dito!!!!)



sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Maria TINÓNI


Por norma sou uma pessoa que não foge a ajudar, que gosta de ensinar, mas esta minha forma de ser tem-me dado alguns inconvenientes.

As "sanguessugas sem vergonha" voltaram a atacar. 
(hoje começou logo às 8.30h)

Tenho tanta dificuldade em dizer não, que sinto que muitas vezes sou usada e abusada por pessoas à minha volta, sem dó nem piedade.

ISSO IRRITA-ME, TRANSTORNA-ME, DEIXA-ME FORA DE MIM ATÉ AO PONTO DE QUASE ME INSULTAR PORQUE ME PERMITO A ISSO.

Olham para mim e assumem ou presumem que eu nasci para ser uma serviçal e que não há melhor alegria na coitadinha da minha vida que servir, ajudar, e tratar dos assuntos que me pedem.

-  ohhh preciso de fazer uns convites, que chato!
- PEDE À MARIA!
- Bolas, preciso de fazer uma tabela em excel para o trabalho.
- PEDE À MARIA!
- Preciso de imprimir umas coisas, mas é muita coisa.
- PEDE À MARIA!
- Preciso de mandar um mail pessoal, mas tenho de anexar umas coisas, que complicado!!!
- PEDE À MARIA
- Preciso de pesquisar umas coisas na net, mas o meu tempo é tãooo precioso.
- PEDE À MARIA
- Preciso de coçar as costas!!!
- PEEEEeeeeEEEEeeeDDDDeeeEEEEEE À MAAAaaaaAAARRRRIiiiiiiaaaAAAAaaaaa !!!







 

Maria presa à terra



Não sei meditar nem sei se consigo, sou uma leiga na matéria e sinceramente sem querer ferir susceptibilidades acho que é um estado de auto-hipnose, o que é certo é que se ouve cada vez mais falar sobre o assunto e eu acho que é  fruto dos sinais dos tempos, e cada um é livre de exteriorizar conforme lhe apetece o que eu acho muito bem. 

Contudo sinto pena de não conseguir abstrair-me do mundo, sou demasiado terráquea e agarrada aos problemas e obrigações mundanos. Tenho pena de não conseguir colocar o meu cérebro em "stand by" e manter-me suspensa nesse limbo por 5 minutos que fosse. 

Falo se calhar por falta de conhecimento mas devo de ser um caso perdido na matéria.

Se pudesse "invisibilizava-me" mas a vida não pára, por isso e como alternativa eu tento à minha maneira de me abstrair do mundo.

Eu opto pelo silencio. 


Pode ser encarado por terceiros por mau feitio, má disposição ou mesmo que algo me preocupa, mas é uma forma de escape. Pensem o que quiserem mas eu fecho a boca e só falo o indispensável para fugir do ambiente que me rodeia que por vezes é tóxico. Socializar com a estupidez e burrice pode envenenar garanto-vos. Assim afinco com um sinal STOP na testa e refugio-me em mim.







quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Maria verde de...



Hoje fui pontapeada por um sentimento nada bonito. Não me sinto particularmente feliz por isso. Se pudesse evitava-o, mas eu não sou perfeita, nem o pretendo ser. Sou boa a discernir o certo do errado e a minha razoabilidade empurra-me para o certo. 
Por isso tenho consciência, mas...





Eu acho que nem toda a inveja é má!!!
A minha não foi.
e... está quase a passar.




Maria contró'munde


Qué que querem? 
Tou assim....a atirar pó sensível.
( e não tarda estou a ser aliciada com doces de Natal, é justo???)



terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Maria apresenta a Rosinha


Rosinha

Esta imagem fez-me lembrar dela, todos os dias parece que foi lambida pela vaca.

A Rosinha é outra figura caricata que se encontra no meu trabalho, auxiliar de serviços gerais que pouco o já nada auxilia, também já pouco lhe pedem pois a idade já ultrapassa a da reforma, a Rosinha passa o dia na rua da vila a saber as novidades ou atrás da porta da sala de reuniões. Nós chama-mos-lhe o "megafone", vá-se lá saber porquê!!!

...

Rosinha não está para se chatear e tem mais lata que um ferro-velho, bajuladora de quem está acima hierarquicamente, recebe sempre perdão e condescendência pelas falhas cometidas.

É o tipo de pessoa que nos faz encolher os ombros e pensar.... "pronto, tá bem..."








segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Maria prestes a tornar-se em Ebenezer Scourge


Assoberbada, assosserbada, asseberdada, aberssedada...etc.

Foi como me senti nesta sexta feira ( pensando que por ser um dia da semana, a coisa tivesse mais calma), tentei fazer compras para o Natal.


Fui ao Colombo

Bloqueei com tanta gente, confusão, lojas cheias, ar condicionado no maximo quando todos andamos completamente enrolados com casacos e cachecóis, bandos de estudantes, palettes de mães, tias e avós neuróticas. Cotoveladas, empurrões, más caras à fartazana.
Filas para comer, filas para levantar dinheiro, filas para comprar uma garrafa de agua, filas para fazer xixi.
Para complementar e para o quadro ficar ainda mais aliciante, juntem uma gripe daquelas que nem conseguimos abrir os olhos. Tipo... pareces ganzada!


Resultado: Deixei o cesto das compras no meio da Primark e fugi a correr. Praguejando e amaldiçoando o Natal Comercial. 

Só para que saibam, acho que meio mundo vai receber pijamas da Primark!!!! lol.