quarta-feira, 21 de maio de 2014

Constantes de Maria

Diariamente cruzo-me com tantas pessoas de "bem", daquelas que batem com a mão no peito e sentem muito pela fome e pelos pobrezinhos do universo. É frequente assistir a situações macabras e sem vergonha dessas mesmas pessoas que fazem tanto mal pensando  que estão a agir por bem (de uma forma doente e torcida) e consequentemente acabam por julgar, criticar, apontar e manipular. 

Já me tentaram ensinar a forma de fugir "mentalmente" a isto, que me devo abster, tentar não ouvir nem tomar atenção ao que não me diz respeito. Mas é complicado quando todos aqui falam alto para se ouvir. 

20 comentários:

  1. É bem incrível a quantidade de "desafios" que nos aparecem à frente e nós, muitas vezes, nem damos por eles... temos variadas opções de fazer o "bem" no dia-a-dia... só há que estar atento :)
    No outro dia estive a ver algumas experiências sociais no youtube e até fiquei com medo com a quantidade de pessoas que viram costas a situações sérias.

    R:. obrigada **

    ResponderEliminar
  2. Que importa ser boa pessoa, se no domingo podemos ir à missa e o padre/pastor/whatever, perdoa tudo a troco de uma hóstia pelas goelas abaixo ou do pagamento da dízima?
    Para alguma coisa a religião há de servir, né?!?!?! Eheheheheh
    Ando mesmo a pedi-las. Estou aqui, estou a ser excomungado. Eheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aiii se o Padre te lê....lol
      (são os piores...cof...cof..coffffffffffffffff)

      Eliminar
  3. Ja na minha terrinha era assim.... ao Domingo era tudo santo (tudo ia 'a missa) depois da missa era o que se via... confusao, buzinadelas, antipatia.... ENFIM! Sociedade. Beijinho doce xx

    ResponderEliminar
  4. A minha avó criou-me sob uma grande influência da igreja católica, da qual me afastei assim que comecei a avaliar por mim a hipocrisia que lá acontece.
    muah*

    ResponderEliminar
  5. As pessoas de bem praticam o bem sem olhar a quem.

    ResponderEliminar
  6. Opah, e eu a pensar que isso só acontecia aqui na santa terrinha!!!! :))))

    ResponderEliminar
  7. Já eu dizia em pequena - ditados da idade escolar - que "quem mais jura, mais mente"! Ou ainda, "quando apontas o dedo ao teu vizinho, tens 3 dedos a apontar para ti. "
    Este teu texto vai um pouco ao encontro do meu da Aldeia da Roupa Branca. As pessoas de bem praticam o bem mas não precisam apregoa-lo. Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sol, eu falo da hipocrisia sem vergonha!
      A das janelas sujas deve ter aprendido com a lição.

      Eliminar
  8. A hipocrisia faz parte da condição humana. Uns mais, outros menos, mas a ela ninguém escapa, sendo que uma das piores, é a hipocrisia religiosa.

    Há uns tempos, num talk-show nos Estados Unidos, país do " God bless América" por tudo e por nada, um australiano de nome Jim Jefferies, começou o seu show contando piadas de lésbicas. Que eram gordas, feias e outros adjectivos. A plateia ria-se como perdida. Depois passou às anedotas de matar o pessoal que usa toalhas de cozinha na cabeça - os árabes! Gargalha geral na assistência. Mais tarde ele diria que a cristandade não valia porra nenhuma e que Deus não existe... ! Mais de metade dos que ouviam não achou graça nenhuma! Mas então onde estava a cristandade que se riu das lésbicas, dos árabes mortos, e não sabe rir de si própria?

    Por isso alguém se lembrou um dia de escrever os 10 mandamentos, que são umas regras básicas de como viver bem, não fossemos nós esquecer de que não devemos matar, roubar, cobiçar, etc e tal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. um excelente exemplo da hipocrisia humana!
      beijinhos Fernando.

      Eliminar
  9. Não podemos estar presentes para todos e ajudar todos. Eu tento ajudar na forma que posso naquele momento. Quando tive tempo fiz voluntariado semanal. Agora dou muita roupa e brinquedos a varias instituições e quando me deparo com peditórios de associações dou às vezes. Nem sempre o faço. Quando vejo pessoas a pedir na rua já tenho oferecido bens alimentares. Agora à um tempo que não trago mas andava sempre com uns pacotes bolachas/arroz/massa/cereais para dar. As solicitações são muitas mas também existem algumas associações que podem ajudar muitas das pessoas que pedem na rua...enfim virar costas não mas às vezes em determinado momento temos de dizer na próxima...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É louvável a tua ajuda e todas as ajudas. O que apenas condeno no post são os falsos moralistas.
      bjs

      Eliminar

Quem quiser pode ajudar a varrer... faça favor! : )