terça-feira, 25 de novembro de 2014

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Maria desorientada

Ando a mil no trabalho para conseguir ter tudo direitinho para poder ir uma semana de férias descansada, para que a Suse Prejudicada, que vai ficar no meu posto,  não se ande a lamuriar que ficaram coisas por fazer, ou que algo está mal feito. Como ja comentei por aqui, sabem perfeitamente que ela para se evidenciar adora apontar as falhas dos outros. 
Então como imaginam vocês a minha cara quando me deparo com a minha chefe, Xuxa Aldente a olhar para o programa de processamento de salários como se fosse um boi a olhar para um palácio. A carregar desalmadamente nas teclas do computador sem qualquer dó nem piedade. Prestes a destruir o ficheiro. Ela tem qualquer incompatibilidade com computadores, e até acha engraçado ter esta deficiência, não percebo como é que alguém tem vaidade em ser um zero à esquerda. Até tem possibilidades de aprender, todas ensinamos, mas reter informação?? Não!!!!! Facebook é que é! 
Ela acha divertido destruir horas de trabalho! Porquê? porque normalmente chama a Maria ou o informático e a coisa resolve-se. Eu até não mexia uma palha, era o que ela merecia, mas tratava-se do meu salário e do meu subsidio, assim não iria mesmo de férias! 
Não é novidade nenhuma, mas, uma vez mais sem ter ido a formações, a Maria sentou-se na cadeira leu, testou, prestou atenção ao que o programa pedia e resolveu a situação. O meu trabalho ficou atrasado... como é óbvio 

Há dias que me apetece bater-lhe. 

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Pensamentos de Maria


Se a vida me ensinou alguma coisa é que realmente tudo é uma fase, e que tudo acaba eventualmente por passar. 

            Por isso pergunto-me, que mal tem em ser constante? 

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Maria e o Reino do Senhor das Fazendas

Sinto que trabalho num país distante, governado pelo Rei Yolando, rodeado e bajulado pelo seu séquito de lambe cus, a quem eu chamo “conselho de ministros". Tudo o que ele entende é lei. Leis essas que são ditadas consoante o seu temperamento, se a excelência está bem-disposta, nós podemos sorrir. Se a excelência não está nos seus dias e está embirrante, todos nos sentimos numa corda bamba… pois sabemos que estamos à mercê do péssimo temperamento da Exa. Superioridade Dr. Yolando Palheta.


Sexta-feira passada ele já se encontrava indisposto, e porque lhe apetecia gritar com alguém, gritou com Xuxa Aldente (minha chefe), sobre algo que eu não tinha feito.
Xuxa veio ter comigo a pedir explicações, e após uma explicação bem simples, ela percebeu que a situação só tomou proporções estúpidas porque ele estava com vontade de guerrear.
Entretanto não pudemos esclarecer o assunto e hoje, segunda-feira, Xuxa foi ter com ele para resolver a pendenga.

O senhor, encolheu ombros e disse não se lembrar de nada.

Sabendo que foi incorrecto comigo e com Xuxa, tentou disfarçar, disse uma graçola sem graça. Esta é a forma de pedido de desculpas dos soberanos magníficos e esplendorosos, eles assobiam uma graçola ou um elogio muito ao leve, e isso é considerado um pedido de desculpa. É tão, mas tão subtil que mal se dá por ele... e se não percebeste, percebesses!

Digam-me lá… trabalho ou não trabalho na Republica da YOLÂNDIA???

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

O banho de Maria

Com tanta Legionella por aí, é natural que uma pessoa tenha medo quando se prepara para ir tomar banho de manhã e depara-se com a água a sair da torneira de cor "castanho barro".
Não sei... não sei o que vocês fariam, mas eu lavei com água engarrafada as vergonhas no bidé, e a cara no lavatório e fui-me vestir.


(enfim, quando não se tem grande coisa para contar... partilham-se parvoíces!)
Desculpem lá qualquer coisinha... ;)

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Maria e as conversas de cáca...

Xupeta Feijó, (falei dela aqui), nova neste sector, está a começar a sentir-se à vontade. Sinto que estou a presenciar o nascimento de um bicho cheio de força e vivacidade na garganta e de unhaca aguçada e afiadinha para arranhar a reputação de muito boa gente.


Leva o dia a dizer que tem nojo, sente nojo, está enjoada, dá vómitos porque falam de alguma que ela não gosta… enfim.

O que eu não percebo é que ela sente nojo de tudo e de todos, mas todos os dias tenho de ouvir conversas sobre o seu circuito intestinal, se tá ralo, se é grosso, se fez, se não fez… etc.

 Há dias que se aguenta, outros que não! Irra que já cheira mal! Eu tento abster-me e enfiar a cabeça no trabalho, mas começo a ficar enjoada quando o tema da conversa é o mesmo.

 O cócó da Xupeta Feijó!



segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Alergias de Maria

Sabem aquelas pessoas que miram, que a curiosidade lhes leva a melhor e não conseguem tirar os olhos de alguém? Pessoas que olham de uma forma incomodativa ao ponto de quase fisicamente invadirem o teu espaço e sentires que te tocam? Aconteceu ontem comigo.
Eu sou esquisitóide, assumo. Gosto de andar metida na minha vida e nos meus pensamentos e detesto que pessoas que não sejam “minhas” me invadam o espaço. Ontem foi de tal forma incomodativo que eu senti-me violada! Estava sentada numa sala de espera e aquele espectro resolve sentar-se na cadeira mais próxima de mim. Estando a sala praticamente vazia. Logo ali senti-me incomodada, não acham no mínimo estranho?

Levantei a cabeça dei um ar de sorriso e respondi cordialmente ao boa tarde que me foi dirigido. E aí começou o terror, aquele olhar sempre fixo em mim e em tudo o que eu fazia. Tentei disfarçar a mexer no telemóvel e a ler uma revista mas aquele olhar seguia tudo e todos os gestos que eu fazia, estava a tornar-se sufocante. 

Quando me apercebi que a cara dela estava uns escassos 30cm de mim, num ato de fúria olhei para a fulana à espera que ela se envergonhasse e disfarçasse, invés ela sorriu... e eu, parva, parvalhona e imbecil... Sorri para ela.

No fim, não sei se estava mais danada com a "violadora de espaço" ou comigo.

Maria reclama da chuva

Eu gosto da chuva unicamente e apenas quando estou em casa, gosto de a ouvir lá fora a bater na janela, gosto de ver as gotas a escorrer pelas vidraças, mas...quando sei que não preciso de sair. É uma sensação de conforto e aconchego, se então puder passar o dia deitadinha a ver séries preferidas...é ouro sobre azul.

Hoje, a chuva deixou-me aborrecida, além de me sentir enganada porque quando me levantei de manha estava sol, vim trabalhar desprevenida e não tenho guarda-chuva. Devo de chegar linda a casa, devo...devo. Maria pata choca!

domingo, 9 de novembro de 2014

Duvidas de Maria




Sinto-me desfalcada. Apesar de bom e cansativo sinto que este fim de semana passou num piscar de olhos. Espero que o vosso fim de semana tenha sido muito bom. Boa semana para todos! :)


quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Maria promete que só desabafa mais uma vez esta semana...

Cá venho eu de novo
Mostrar a minha indignação
Desculpem mais uma vez
Isto parece o muro da lamentação

Gritar eu não posso
Insultar, também não
Só me resta vir ao blog
Mostrar a minha consternação

Yolando Palheta, chefe dos chefes
Anda a receber visitas nobres
Vereadores, Presidente da Junta
 Hoje, estão cá uns padres

Não sei o que se anda a passar
Não é isso que me aborrece
Mas estou escandalizada com o que vi
E isso ninguém merece

Depois de muita conversa, 
risadas e filosofias.
Yolando e o Padre saíram do gabinete
Cheios de mordomias

Eu estava de pé
a fazer não sei o quê
e o Padre pergunta-me:
- Indica-me o caminho para o  WC?

Com a maior das boas vontades
 indiquei o caminho ao senhor
Acabei por ir com ele:
-É por aqui senhor Prior...

Aproveitando a boleia
Fiquei a espera da minha vez
O senhor Padre já aliviado
Disse-me adeus outra vez

Quando entrei no WC
Apanhei um grande susto
Em cima do assento do “vaso”
Encontrei um valente arbusto

E assim meus amigos
Este dia irá ficar marcado
Com a visão horrenda
Dos PINTELHOS do Padre.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Desabafos de Maria

Tinha uma historia engraçada para vos contar, e num bocadinho eu despachava a coisa. Mas não consegui. Tinha a cabeça a ferver.

As manhãs, principalmente as manhãs de segunda-feira são caóticas. Parece que aquela loja está em permanente actualização do sistema. Actualização de coscuvilhice da Aldeia.

Até quase a hora de almoço, as conversas deambulam por noticias tórridas, macabras, fatais e curiosas que aconteceram durante o fim de semana. Sejam verdade ou ficção, tudo é tido em consideração.

Conhecem o termo "noite de má língua"? Ali é uma bocadinho diferente. É a "manhã dos mexericos".



Estão a ver o filme???

Maria põe as cartas na mesa...



Acreditem, porque eu só digo verdades!
:)