quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Evidências evidentes de Maria


Fingir que se trabalhar também é cansativo, é preciso imaginação, ser activo e mostrar-se ocupado. Hoje foi assim, não fiz a ponta dum corno e curiosamente, fiquei cansada! 

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Maria na brasa

Na sexta passada fomos a cidade fazer uma formação, não sei como nem porquê, mas todo o balcão foi “formar-se” em “gestão de conflitos”. Ai que vontade de rir, eu ainda sugeri irmos a umas aulas de Karaté ou  kickboxing, mas o Yolando optou pela paz e harmonia.

Lá fomos todas lampeiras, empolgadas e aperaltadas, com a esperança que a formação dure pouco tempo para podermos ir ver as montras da grande cidade.

Saiu-me o tiro pela culatra pois as minhas pernas falharam-me.

Porquê?

Porque durante todo o dia andei afogueada, encalorada, cheia de suores frios e quentes. Não, não é a menopausa a razão é simples. Calhou-nos um formador que mais parecia um modelo. Aiii que carinha laroca! Alem do bloco, manual e caneta deviam dar-nos também um babete. Não aprendi nada, acho que durante as horas da formação andei numa espécie de limbo erótico. Ele nada alheio aos olhares femininos fixou um … o meu.

Resultado do dia? Mal formada, toda suada e com o numero de telefone dele escrito no meu manual.






terça-feira, 15 de novembro de 2016

Maria respondeu



Quando te deparas com alguém se sente linda, maravilhosamente bafónica de sexy, o ex libris do ícone feminino Alguidarense, e essa pessoa constantemente publicita-o. Não achas irritante?

Xuxa Aldente está como já tinha referido a viver a crise dos 50, creio que todas as idades têm crises, mas crises destas normalmente só acontecem as pessoas parvas e alucinadas. 

A mulher anda completamente louca e obcecada pela imagem, mira-se em todos os reflexos, esta constantemente a olhar o próprio cú, e não me espanta se qualquer dia a encontrar a fotocopiar-se para oferecer autógrafos, pois a lunática acha-se uma estrela

Mas o que me incomoda mais é constante necessidade de rebaixar tudo e todos ou porque não se vestem como ela entende, ou porque têm uns quilos a mais, mais grave, adora opinar sobre como as pessoas vivem a sua vida. 

Hoje fez-me passar dos carretos, e a Maria que normalmente é pela paz e sossego respondeu-lhe : 

- Lamento Xuxa que só penses na beleza exterior e não cultives esse terreno árido que é o teu cérebro. Está a ficar velho e pouco fértil, como tu.



quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Maria Fatale

Há dias e dias, dias chatos, dias sem pachorra, dias que apetece cometer homicídio ou suicídio, dias de não tou nem aí, dias de riso, dias de choro, dias de dores , dias insossos, dias famintos e por falar em famintos... hoje apeteceu-me  vestir-me a femme fatale

Yap ... hoje estou com vontade de dar trincas! ;)




quarta-feira, 9 de novembro de 2016

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Maria despaciênciada


Fico firme e inchada que nem uma chouriça quando ouço atrocidades a minha beira lá na Loja. Já devia de estar habituada, mas o que é certo é que não me identifico com nada do que vejo e ouço. Por essas e por outras considero-me um ET na Loja das Fazendas. 

Suse Prejudicada e Xuxa Aldente passaram o dia a disputar, para mal dos ouvidos de quem lá trabalha perto, quem veste melhor, quem tem o melhor marido a ganhar mais, quem tem mais etiqueta , etc. Em suma quem é melhor consoante os parâmetros enjoativos e nojentos que elas estipularam para estar no topo da pirâmide da elite de Alguidares de baixo, eu chamava-lhes elite do tampo da sanita.

Não há paciência!!!

As pobres que por acaso param para ouvir a conversa ou que por infeliz ideia calham a olhar, são caçadas nesta teia de vaidade hipócrita, e ficam quase como que hipnotizadas por acenar constantemente e rir forçado as coisas que lhes vão contando. 

Já estou calejada, não as encaro, nem olho para o lado onde elas estão, finjo-me alienada às conversas com a cabeça enfiada no trabalho. 

grandes montes de XXX

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Maria anestesiada

Segunda feira é sempre aquele dia em que estou normalmente sem paciência e carregada de mau humor. Mas a meio da manhã recebi um convite para ir almoçar com uma colega que por acaso é um bocadinho amiga, ela chama-se Spidada da Fonseca. Spidada parece que está constantemente a levar com injecções de adrenalina, louca por natureza, cusca por defeito mas no fundo boa pessoa. 

Fomos então almoçar a casa de pasto do Zé Cascalho, comemos um hambúrguer de borrego com vinagre balsâmico e pepitas de caramelo acompanhamos com um jarrão de vinho tinto da casa. 

Estão a ver como é que fui trabalhar de tarde, não estão? Já atrasada cheguei a Loja das Fazendas cheia de confiança e de vinho. 

É óptima esta sensação, não ouço as colegas, trabalho mais calma e tudo a minha frente passa em "slowmotion" , ahhh que maravilha... acho que vou almoçar com a Spidada todas as segundas feiras. 



quinta-feira, 3 de novembro de 2016

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Anti-Maria


Ando uma anti social do caraças, se no outro dia não podia até comigo, hoje quero-me só e sossegada. Não me apetece conversar, socializar ou interagir. Infelizmente trabalho numa loja das Fazendas. Ainda me safei em grande parte da manhã, dizendo que o sistema da registadora estava em baixo.

 ( juro que me rio das tretas que troco para me manter anónima) 

Onde é que eu ía? Ahh o sistema da registadora estava em baixo e quase que levei uma cuspidela, bengalada e uns quantos desaforos. 

Porque lá está... não me apetece lidar com pessoas. Falo o menos possível com as minhas colegas mas não consigo escapar por muito tempo, a Maria ainda é a mais simpática e acessível naquele ninho de cobras. Ponto da situação? Xuxa e Suse estão as avessas, tentam empurrar responsabilidades e trabalhos uma para a outra, Chupeta Feijó continua ao fim de 2 anos sem saber mexer no computador e no telefone, Yolando está cada vez mais senil e tarado e ... ahhhhhhhhhh tenho colega nova, e que colega. Depois conto-vos, hoje não tenho energia para mais.